Livro História Financeira da Santa Casa de Misericórdia da Bahia no Século XVIII de Augusto Fagundes da Silva dos Santos

16
Nov
2015

Este livro tem por objetivo principal analisar as principais características da atividade de fornecimento de crédito da Santa Casa de Misericórdia da Bahia no século XVIII. A ausência de instituições financeiras e a escassez monetária bastante acentuada no período colonial fizeram do crédito um elemento fundamental para a produção e a circulação de mercadorias. A Misericórdia baiana funcionou como importante instrumento para financiar diversos tipos de atividades econômicas, tais como: produção açucareira e demais culturas como o fumo e a mandioca, criação de gado, comércio varejista ou a “retalho”, tráfico atlântico de escravos e a produção de subsistência. É também objetivo deste trabalho avaliar o patrimônio da confraria constituído ao longo do século XVIII e o perfil socioeconômico dos seus devedores. São analisadas ainda as doações de particulares, principal fonte de receitas para a atividade creditícia.

Mais Notícias


Entre em contato conosco pelo e-mail: